domingo, 26 de julho de 2009

Superego!

Nessa semana comecei a ler um livro chamado "O vendedor de sonhos". Esse livro apresenta a história de um homem que sai pelas ruas vendendo sonhos para as pessoas que desaprenderam a sonhar. Logo no início do livro esse homem salva a vida de um intelectual que estava tentando se suicidar.
Lendo esse livro eu notei que eu me parecia muito com este homem intelectual. Não pela inteligência do intelectual, mas porque ele era uma pessoa que se preocupava muito consigo mesmo, tanto que no livro ele é chamado de "Superego". E foi com ele que eu me identifiquei pois vi que eu fazia as mesmas coisas que ele. Sempre me preocupei com que as pessoas tivessem uma boa visão sobre a minha pessoa. É incrível, mas as vezes a gente não nota que estamos sempre querendo aparecer, queremos sempre ser os "bonzinhos" da história, queremos sempre estar em evidência. Eu não notava, mas eu sempre precisei que as pessoas enchessem meu ego para eu me sentir mais feliz, sempre precisei de elogios. Quando as pessoas vinham para mim e falavam: "bah! meus parabéns, tu canta bem" ou "tu encena muito bem" eu me sentia feliz pra semana inteira, mas quando não ganhava os elogios eu ficava muito pra baixo. Assim eu comecei a notar que eu pensava muito em mim mesmo, eu precisava encher o meu ego e com isso as vezes eu pensava no que era melhor para mim e não pensava no que era melhor para os outros.
E agora eu vejo que também foi por causa desse meu "superego" que criei esse blog, porque eu precisava que meu nome tivesse em evidência, e não existe coisa melhor para isso do que criar algo que leve seu nome. Por isso pesso desculpas nas vezes que criei posts onde falava muito sobre a minha vida, por isso agora tento escrever mais postagens onde eu falo sobre noticias gerais e não sobre as minhas noticias.
Agradeço ao autor desse livro por que ele fez com que eu parasse de tentar me achar e ver o que eu realmente sou. Isso vai levar um pouco de tempo, mas já estou tentando parar com isso.
Eu não vou parar de falar sobre mim nesse blog, mas vou falar menos, porque se tivesse que parar de falar sobre mim eu teria que mudar o nome do blog.
Desculpe se incomodei vocês com essa história minha sobre ego, mas ela serve como exemplo para você também, pois as pessoas normalmente gostam de ter seu ego elevado, mas as vezes isso passa dos limites, e era isso que estava acontecendo comigo.
O amor a si mesmo não é proibido, pois até mesmo Jesus disse: "Ame ao seu próximo como você ama a si mesmo". Então se você gosta de si, você também vai gostar das outras pessoas.
Uma boa semana a todos!
Fiquem com Deus!
Abraço!

Ahh, por favor, se você leu, comente, pois eu adoro as dicas e os comentários dos meus leitores!

ich, já to de novo pensando em mim mesmo, eu não consigo parar com isso...

2 comentários:

Thaís disse...

Olá Diego!
Gostei muito do que você escreveu!
Acho também que muitas pessoas tem esse "leve" problema com "Superego".
Achei interessante mesmo!


Thaís

Noimix disse...

Valeu pelo comentário Thaís!
;)